• pt-br
  • en
  • fr

    Tags:       

Renata Pessoa

O consumo de alimentos calóricos e ricos em carboidratos aliado à falta de disposição para a prática esportiva pode resultar no conhecido ganho de peso do inverno. É fato que devido ao frio, a temperatura corpórea nessa época diminui, fazendo com que o organismo consuma mais energia para se manter aquecido. Mas tem muita gente que aproveita a desculpa da estação para exagerar no consumo de doces, frituras e gorduras.

Segundo a nutricionista Alessandra Coelho, do Conselho Regional de Nutricionistas – 3ª Região SP e MS (CRN-3), não existe um tipo de alimento específico para o inverno, mas neste período é bom evitar alimentos mais calóricos e ricos em carboidratos simples como chocolates, cremes com molhos de queijo e fondues. “Prefira o uso de óleos vegetais e azeites em saladas, as sementes oleaginosas como lanche ou aperitivo e os peixes nas principais refeições”, afirma.

Desta forma é possível manter o consumo moderado de lipídios que, além de atuarem como isolantes térmicos, são precursores de hormônios como a testosterona, o estradiol e a progesterona, auxiliam a absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) e ainda funcionam como uma eficiente reserva energética. Outra recomendação para favorecer o aumento de temperatura corpórea é escolher alimentos quentes. Aposte em chás, caldos e sopas leves, leite com canela ou mingau com leite desnatado.

Alessandra observa também a importância de cuidar da hidratação, pois embora a sensação de sede seja menor com as baixas temperaturas, o consumo de líquido, especialmente água, ainda é fundamental. “O corpo precisa estar sempre hidratado para manter a temperatura corporal, para o bom funcionamento do intestino, a formação do suco gástrico, eliminação de resíduos pelos rins, controle da circulação sanguínea e lubrificar as articulações do nosso corpo.”

E, para driblar a gripe, sempre comum durante o inverno, a nutricionista recomenda o consumo de alimentos ricos em Vitamina C – como acerola, limão, laranja, kiwi, caju, morango, tomate, vegetais folhosos e pimentão verde – para fortalecer o sistema imunológico. “É importante consumir esses alimentos crus e no caso dos sucos, imediatamente após o preparo, para preservar maior quantidade da vitamina”, conclui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

footer logo

Conheça o outro lado do empresário de sucesso. Aqui ele compartilha dicas de empreendedorismo e vida em equilíbrio para você encontrar a sua felicidade.


BUSCAR NO SITE