• pt-br
  • en
  • fr

    Tags:       

Mariana Teodoro

Nem sempre é fácil controlar a alimentação das crianças. E esse trabalho torna-se ainda mais difícil quando elas estão na escola. Longe do olhar atento dos pais, a garotada se depara com alimentos muito atrativos, mas também pouco saudaveis. Para ajudar seus filhos a comerem melhor quando eles estão fora de casa, conheça cinco recomendações que podem fazer a diferença:

– Não espere as crianças crescerem É muito importante que as crianças tenham acesso a alimentos saudáveis desde os seis meses de idade para que se acostumem com os sabores e texturas. “Durante o desenvolvimento dos filhos, ofereça com frequência opções de verduras, legumes e frutas e permita que eles, quando maiores, façam escolhas. Apresente também pratos lúdicos com carinhas e desenhos para despertar o interesse. O importante é fazer com que as crianças criem o hábito desde cedo”, afirma a nutricionista Cláudia Carvalho.

– Lembre-se: os pais são o espelho Não adianta querer que a criança coma de forma saudável na escola, se os adultos não dão o exemplo em casa. Segundo a psicóloga Carla Di Pierro, o comportamento dos pais é observado e copiado pelos filhos. “Se você quer que seu filho coma frutas, consuma esses alimentos na frente deles. Também os incentive a apreciar novos sabores mostrando aos pequenos o prazer da descoberta.”

– Use a criatividade na lancheira Para evitar a tentação da cantina escolar, os pais podem recorrer à criatividade na hora de preparar a lancheira. Uma maneira de despertar o interesse infantil pela comida levada de casa é elaborar um cardápio variado. “Diversificar o lanche gera a expectativa de uma comida diferente a cada dia, o que pode deixar o momento mais prazeroso”, diz Cláudia. A nutricionista sugere que a lancheira tenha uma opção de carboidrato, como pães, biscoitos sem recheio ou bolo simples – melhor ainda se for integral; um tipo de fruta, que deve ser variada durante a semana para que a criança ingira diversos nutrientes, e uma bebida (ver abaixo). As proteínas, como queijo branco e peito de peru, também podem ser incluídas nos sanduíches. Outra dica importante é colocar na lancheira a quantidade adequada de comida para o momento. “Do contrário, a criança pode comer mais do que o necessário”, diz.

– Preste atenção nas bebidas  Toda criança adora comer seu lanche acompanhado de uma bebida.  Para não tirar esse prazer dos pequenos, o ideal é inserir um alimento líquido mais nutritivo. Entre as opções sugeridas por Cláudia estão os sucos naturais, a água de coco, o leite fermentado e o leite com achocolatado. É bom também manter uma garrafinha de água na mochila. Quanto aos sucos de caixinha, é bom verificar os ingredientes no rótulo do produto. “Se em 1º ou 2º lugar estiver a polpa de fruta, este é um suco mais saudável.  Agora, se o açúcar ocupar as primeiras posições do rótulo, a bebida pode ser muito calórica”. Já os refrigerantes e sucos em pó devem ficar de fora do cardápio, por conterem grande quantidade de açúcar.

– Não adianta proibir Proibir as crianças de comerem guloseimas nem sempre é a melhor saída. Carla afirma que o ideal é fazer com que os alimentos pouco saudáveis fiquem longe do alcance da garotada. “Se a escola ainda não se preocupa com esta questão e deixa à disposição das crianças alimentos calóricos, entre em contato com a coordenação ou fale com os pais das outras crianças para que haja uma mudança no cardápio da cantina.” E o mesmo deve ocorrer dentro de casa. “Se houver grande oferta de guloseimas no armário e na geladeira, não estaremos colaborando para educação alimentar dos nossos filhos”, finaliza.

 

Se você gostou do texto, leia também:

Nutrição infantil http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/nutricao-infantil.htm

Crianças na cozinha http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/criancas-na-cozinha.htm

Jovens comem mal http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/jovens-comem-mal.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

footer logo

Conheça o outro lado do empresário de sucesso. Aqui ele compartilha dicas de empreendedorismo e vida em equilíbrio para você encontrar a sua felicidade.


BUSCAR NO SITE