• pt-br
  • en
  • fr

    Tags:             

O verão chegou e com ele chegam as altas temperaturas que nos dão aquela sensação de “calorão” e muita sede, não é mesmo? Com tantas mudanças no clima, você já parou para pensar como o nosso organismo consegue se adaptar a tantas variações?

A resposta é simples: com a ingestão de água. Grande parte do nosso corpo é composta por água e, como sabemos, ela é essencial para a vida. É por meio dela que nutrientes, gases e outras substâncias são transportados em nosso organismo. Dependemos da água para manutenção das reações químicas em nosso corpo, lubrificação dos nossos olhos e conservação do volume sanguíneo adequado. A água também é fundamental para a integridade do sistema cardiovascular e para o controle da nossa temperatura corporal.

O que acontece é que no verão, nosso corpo transpira mais para estabilizar a temperatura interna, mas com isso acabamos perdendo água e sais minerais. Aí, sentimos aquela sede e precisamos beber mais água para repor o que foi eliminado.

Você pode estar se questionando: “só ingerir água resolve?”. Vamos pensar assim: no verão há necessidade de aumentar a ingestão de líquidos saudáveis. Além da água natural, podemos incluir a água aromatizada com gengibre, hortelã ou pedaços de fruta, água de coco, frutas ou sucos de frutas ricas em água in natura, como a melancia e o melão e também verduras, como a alface. O benefício dos alimentos é que você também estará absorvendo nutrientes como vitaminas e minerais.

Mas é importante ficar atento, pois o verão não é o único determinante para o aumento da nossa necessidade por água. Outros fatores como o peso corporal, prática de atividade física, metabolismo acelerado, dieta rica em sódio, alterações fisiológicas como febre e diarreia, hemorragias e amamentação também aumentam a demanda de água e sais minerais. Estima-se que a ingestão de líquidos saudáveis deva ser de 2450 ml em uma pessoa que pesa 70 kg. Os apreciadores de álcool também precisam tomar cuidado. Ao contrário do que se pensa, o álcool é um fator que causa diurese e requer atenção redobrada com a hidratação. Nada de ficar na praia tomando cerveja sem ingerir água.

Um bom termômetro para avaliarmos se estamos ingerindo quantidade suficiente de água é a coloração da nossa urina, que sempre deve estar amarelo-clara. Caso a urina esteja com cor amarelo-escuro e odor forte, pode ser um sinal de que sua ingestão de água está baixa. Vale ressaltar também que, como tudo na vida, água em excesso não faz bem. Muita gente acha que quanto mais água ingerir, melhor será. Se esta ingestão for muito alta, você poderá causar diluição do sangue e, em casos extremos, até de sódio.

Por isso, o mais importante é o bom senso. Lembre-se que água é fundamental para a manutenção da vida.

Aproveite o verão!

Dra Ana Poletto é nutricionista clínica e Doutora em Fisiologia Humana pela Universidade de São Paulo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

footer logo

Conheça o outro lado do empresário de sucesso. Aqui ele compartilha dicas de empreendedorismo e vida em equilíbrio para você encontrar a sua felicidade.


BUSCAR NO SITE