• pt-br
  • en
  • fr

    Tags:           

Fernanda Viola

Com a comemoração da Páscoa, os ovos de chocolate tomam conta das casas, afinal, esse é o jeito carinhoso das pessoas se presentearem nesta data. Em dúvida sobre a melhor maneira de consumi-los e os benefícios encontrados nesse doce tão amado, conversamos com uma nutricionista.

Segundo a nutricionista Ana Claudia Poletto, o componente saudável do chocolate é o cacau, rico em potássio, fósforo, cálcio, cobre, zinco, selênio, magnésio e vitamina E. “Além de fonte de energia, devido a presença de compostos químicos presentes na semente do cacau, ele é considerado um alimento com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, cardioprotetoras (auxiliando no controle da pressão arterial) e neuroprotetoras (humor e cognição)”, explica.

Porém, nem tudo é perfeito. Além de cacau, o chocolate também é composto por outras substâncias, como açúcar. E é aí que está o problema: em excesso, ele pode ser prejudicial, favorecendo o aumento de peso e diabetes mellitus.

Por isso, o ideal é que você consuma os ovos que restaram com moderação. “Precisamos entender que o cacau em si não é um alimento ruim. Na verdade, por todos os benefícios acima apresentados, ele deve ser sim inserido na nossa alimentação. O importante é escolheremos as versões mais saudáveis, ou seja, aquelas que apresentem de 70 a 100% de cacau em sua composição”, afirma a nutricionista. Para ajudar nesta escolha, Ana tem uma dica: a concentração dos ingredientes está sempre disposta em forma decrescente na embalagem, ou seja, do mais concentrado para o menos concentrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

footer logo

Conheça o outro lado do empresário de sucesso. Aqui ele compartilha dicas de empreendedorismo e vida em equilíbrio para você encontrar a sua felicidade.


BUSCAR NO SITE