• pt-br
  • en
  • fr

   Tags:       -  4 -   Comentários

Stefânia Akel

O mercado de trabalho em 2016 está desafiador. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, no País, o índice de desemprego ao fim de 2015 chegou a uma média de 9%, de acordo com um acompanhamento de mais de 3 mil municípios. Para este ano, há projeções de mais dois pontos porcentuais, com o índice alcançando os 11%. O cenário pode ser difícil, mas, diante da necessidade de renda, geralmente desistir não parece ser uma opção.

Por isso listamos abaixo sete sugestões que podem fazer a diferença, para melhor, na busca por trabalho. Confira:

1. Ajeite o currículo: atualize os dados, cheque se está tudo correto e torne o curriculum vitae o mais objetivo possível. “Fazer um currículo visualmente atrativo é importante para chamar a atenção do recrutador. Porém, o design também interfere na objetividade das informações contidas. Sendo assim, não exagere na formatação, busque um visual mais clean”, sugere a consultoria de recursos humanos Grupo Personale. Já a Place Consultoria e RH tem um modelo básico de currículo fixo em seu site para orientar candidatos. Não se esqueça de preparar um CV específico para cada vaga a que se candidatar.

2. Não atire para todos os lados: a ansiedade na busca por uma nova colocação no mercado pode levar algumas pessoas a entrarem nos mais diversos processos seletivos, incluindo aqueles para os quais não têm nenhuma qualificação. Isso não só leva o currículo fora de contexto a ser descartado como pode acabar “queimando o filme” do candidato para a empresa como um todo. “É comum querer se candidatar a uma vaga porque gostou das atividades ou da empresa. Contudo, você será mais assertivo em sua busca, e receberá mais contatos para entrevistas, se tiver todos os requisitos da oportunidade. Quando não tiver o termo ‘desejável’ explícito, é porque a empresa procura um perfil bem específico”, recomenda a Personale.

3. Comporte-se nas entrevistas: vista-se de acordo com a organização e o setor onde quer trabalhar, seja você mesmo sem se prolongar falando sobre sua vida profissional ou pessoal, procure ter carisma, não demonstrar desespero e manter uma atitude positiva. Pontualidade também é muito importante. “Por mais operacional que seja a vaga, o candidato, desde o início, deve mostrar uma postura adequada. Outro ponto é a comunicação. O candidato deve evitar gírias e vícios de linguagem. Responder as perguntas com certa objetividade e transparência, evitando rodeios”, afirma a coordenadora de RH do Grupo Personale, Ana Lucia Seixas.

4. Encontre — e estude — empresas que realmente te interessem: chegar a uma entrevista de emprego sem saber nada sobre a organização é bastante constrangedor. Enviar um currículo completamente à parte dos interesses da firma também. Por isso procure saber a missão, a visão e os valores da empresa, a quantas ela anda ultimamente e de que forma você pode auxiliá-la. “O mínimo de cuidado que se espera é o conhecimento básico do mercado no qual você poderá ser inserido em breve”, diz Eduardo Drummond, da Asap. “Isso mostra o seu interesse e preparo diante do interlocutor sentado à sua frente. Fazer uma pesquisa prévia sobre o mercado em que a empresa está inserida, com o intuito de saber se é um mercado ainda em expansão ou não, se a empresa é líder neste segmento ou não, e ainda, o conhecimento mínimo sobre seus principais concorrentes, certamente fará com que o seu entrevistador pelo menos se impressione em um primeiro momento, ao demonstrar que você se preparou.”

5. Atualize-se: reciclar os conhecimentos é necessário. Não importa a área: há sempre algo novo a ser desenvolvido, estudado, compreendido. Além disso, fazer cursos ajuda a expandir a rede de contatos. Se estiver sem dinheiro para investir em educação, existem opções de cursos online gratuitos e, a depender da cidade em que estiver, até mesmo palestras, workshops e oficinas grátis e presenciais. “É de extrema importância que o profissional esteja sempre se atualizando e estudando sobre o seu mercado, de modo que seja especialista, com o intuito de se diferenciar perante aos demais”, afirma Drummond.

6. “Bicos” ou “frilas” são uma opção, sim: trabalhos temporários, sazonais e em regime de freelance são formas de se manter no mercado, garantir alguma renda e ser visto por vários profissionais que podem vir a precisar de você num emprego fixo. “O trabalho temporário qualifica e insere o profissional no mercado de trabalho. Mesmo que não seja efetivado, o trabalhador ganha experiência para procurar outras oportunidades”, diz a vice-presidente da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), Marcia Costantini.

7. Procure relaxar: soa um pouco irônico, mas procurar emprego dá trabalho. Por isso, tente não se estressar nem se cansar tanto nessa missão. Aproveite o tempo livre para se dedicar à vida social, amigos e família, praticar hobbies, se divertir. Manter alguma leveza sempre ajuda. “Se pra morrer basta estar vivo, para perder o emprego basta estar empregado. E não há valor no desespero”, alerta Winnie Welbergen, da consultoria de busca e seleção de executivos Asap. “Permita-se investir tempo em coisas que normalmente não faz – família, saúde, lazer. Em contato com aquilo que você gosta, fazendo aquilo que faz melhor, boas ideias podem surgir.”

4 Comentários
  • Valdir

    11 de agosto de 2016 às 23:45

    Muito bom mesmo .

  • Juçara

    14 de agosto de 2016 às 20:27

    Preciso estudar muito sobre o assunto

  • Gilson Rodrigues

    8 de setembro de 2016 às 11:51

    Estamos sempre em busca constante de aprendizado, inovações e melhoria, mas a forma de empregabilidade no Brasil é uma piada, exemplo: Se acabou de se formar não há vaga por falta de experiência, caso o cidadão está desempregado e tem experiência alegam que está cheio de vícios e velho para a vaga.

  • Jose Lourenço Claudio Junior

    14 de novembro de 2016 às 22:23

    Parabens
    Deixo aqui minha contribuição para aqueles que precisem de qualificação gratuita
    https://cursosabeline.com.br/joselourencoclaudiojunior5b779
    Boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

footer logo

Conheça o outro lado do empresário de sucesso. Aqui ele compartilha dicas de empreendedorismo e vida em equilíbrio para você encontrar a sua felicidade.


BUSCAR NO SITE